Votorantim Cimentos anuncia 8 novas fábricas em 7 estados no Brasil e consolida R$ 5 bilhões em investimentos até 2013

Abril de 2010 - A Votorantim Cimentos anuncia a implantação de 8 fábricas de cimento em 7 estados brasileiros. Ao todo, a Votorantim Cimentos consolida R$ 5 bilhões em investimentos em 22 novas fábricas no período de 2007 a 2013, com a geração de aproximadamente sete mil novos empregos diretos e indiretos. Deste total, nove unidades já estão em plena operação, cinco em construção e oito plantas na fase de projeto (veja quadro abaixo).

Unidades de Produção

O objetivo da empresa é se antecipar à crescente demanda por materiais básicos de construção no Brasil para manter o pleno abastecimento do mercado atual e futuro. A estratégia da empresa é trabalhar com capacidade ociosa de produção visando estar preparada para atuar em um mercado que se caracteriza por forte sazonalidade, demanda localizada por grandes obras de infraestrutura, construções industriais, alto consumo no varejo e evolução no segmento de moradia popular.

“Estamos antecipando investimentos para reforçar nosso compromisso em abastecer o mercado nacional da construção. Vamos operar com o que chamamos de ociosidade estratégica, crescer em mercados potenciais e ampliar nossa configuração industrial e logística para melhorar o nível de serviços aos nossos clientes”, ressalta Walter Schalka, presidente da Votorantim Cimentos.

As regiões estudadas para a construção de novas plantas levam em consideração uma tendência de crescimento, regionalização e descentralização do consumo de cimento no Brasil. A maior capilaridade da empresa traz vantagens competitivas e posiciona a Votorantim Cimentos geograficamente mais próxima dos mercados de alto potencial de consumo. Tudo isso vai permitir atendimento cada vez mais eficiente para clientes (revendas, construtoras e concreteiras) e consumidores finais.

É importante ressaltar que a Votorantim Cimentos é comprometida com uma gestão eficiente e mantém em seus projetos industriais medidas de redução de emissões de CO2, programas de preservação ambiental e ações voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico das comunidades onde está inserida.

Sobre a Votorantim Cimentos

A Votorantim Cimentos está entre os dez maiores players globais de cimento, concreto e agregados, com forte presença nacional e nas Américas. No Brasil, mantém a liderança de mercado, com 40% de participação. Ao todo, possui cerca de 40 unidades de produção de cimento, agregados e argamassas, considerando ainda aproximadamente 70 centros de distribuição e 90 centrais de concreto no País.

Comercializa mais de 40 produtos, com destaque para as marcas Votoran, Itaú, Poty, Tocantins, Aratu, Votomassa, Matrix e Engemix.

Na América do Norte, opera integralmente seis fábricas e mais de 120 unidades de concreto e agregados nos Estados Unidos e Canadá. Na América do Sul, mantém relevantes participações acionárias em unidades na Bolívia, Paraguai, Chile, Argentina e Uruguai. Mais recentemente, a Votorantim Cimentos ampliou sua presença internacional para outros continentes, adquirindo participação de 21,2% da Cimpor, uma das maiores empresas de cimento do mundo, sediada em Portugal e com operações em 12 países da Europa, África e Ásia.

Em 2009, obteve receita líquida de R$ 7,4 bilhões, EBITDA (geração líquida de caixa) de R$ 2,6 bilhões e investimento (CAPEX) de R$ 700 milhões. Com 11 mil funcionários, a empresa está entre as 150 Melhores para Trabalhar do Guia Você S.A./Exame. Faz parte integrante do Grupo Votorantim, um dos maiores conglomerados empresariais da América Latina, com atuação destacada nas áreas industrial, finanças e novos negócios.

Expansão da Votorantim Cimentos no Brasil - 2007 a 2013
Investimento R$ 5 bilhões
Geração de empregos diretos e indiretos Cerca de 7 mil
Novas fábricas em operação ( 9 ) Barcarena (PA); Pinheiro Machado (RS); Pecém (CE); Aratu (BA); Cocalzinho (GO); Poty Paulista (PE); Xambioá (TO); Nobres (MT); Porto Velho (RO).
Novas fábricas em construção ( 5 ) Sepetiba (RJ); Vidal Ramos (SC); Imbituba (SC), Salto (SP); Baraúna (RN)
Novas fábricas em projeto ( 8 ) Capacidade de produção / previsão de início de operação
Maranhão 750 mil toneladas por ano / 2011
Goiás 2 milhões de toneladas por ano / 2012
Mato Grosso 1,2 milhão de tonadas por ano / 2012
Paraná 2 milhões de toneladas por ano / 2012
Ceará 750 mil toneladas por ano / 2011
Pará (duas unidades) 750 mil toneladas por ano / 2012 e 1,2 milhão de toneladas por ano / 2013
Bahia 1,2 milhão de toneladas por ano / 2013